Cosmética Orgânica: a tendência da beleza consciente

Estamos cada vez mais conscientes do que faz mal ao ambiente e ao nosso corpo. Reduzimos o açúcar, o sal, as gorduras, privilegiamos os alimentos frescos e biológicos e cuidamos do nosso corpo como nenhuma geração o fez. Com todo este foco no que é natural e saudável, porque não trazer esta tendência também para a cosmética?

Se os alimentos processados impedem o organismo de funcionar corretamente, também os químicos presentes nos cosméticos prejudicam a pele, resultando em sintomas como pele sensível e acne, entre outros. Se contabilizarmos os químicos presentes nos produtos usados no dia a dia – entre géis de banho, champôs, cremes, loções e maquilhagem – é possível que tenhamos um valente susto…Então, como reduzir a quantidade de parabenos e outros químicos a que expomos a nossa pele?

A cosmética orgânica, ou biológica, é a resposta a esta necessidade. Atenção: não confundir natural com orgânico! Os produtos naturais não contêm parabenos, fragrâncias, corantes artificiais ou derivados do petróleo. No entanto, os produtos naturais não são necessariamente orgânicos. Os produtos orgânicos, para além da sua fórmula com componentes naturais, são cultivados de forma natural, sem recurso a pesticidas e outros químicos. A certificação dos produtos orgânicos obedece a uma série de regras, como a percentagem de ingredientes provenientes de agricultura biológica e o impacto ambiental das embalagens.

Quais são os benefícios dos cosméticos orgânicos?

  • Maior segurança nos produtos – Embora todos os produtos cosméticos sintéticos e respetivos ingredientes sejam submetidos a testes de segurança, ainda não se conhece ao certo os efeitos de uma utilização contínua e prolongada. Ao escolher a cosmética orgânica, estamos a apostar na segurança dos produtos naturais.

  • Evitar o efeito «cinderela» – Muitos cosméticos limitam-se a disfarçar imperfeições. São exemplo disso os silicones. Habitualmente presentes em séruns para o cabelo, apenas «mascaram» as pontas secas, dando ao cabelo um aspeto saudável, sem tratar verdadeiramente o problema. O resultado? Quando lavamos o cabelo, as pontas voltam a estar secas… Muitas vezes, ainda mais secas!

  • Baixo risco de efeitos secundários – Os componentes químicos presentes na maioria dos cosméticos podem causar irritações, sensibilidade e alergias. Em casos raros, podem até causar problemas de saúde graves. Os produtos naturais não oferecem riscos em termos de toxicidade e são mais eficazes.

  • Menor pegada ambiental – Estes cosméticos são produzidos sob uma ótica de consumo consciente, visando minimizar o impacto ambiental através da utilização de processos e embalagens não prejudiciais ao ambiente.

Consumir de forma consciente, minimizando o impacto no ambiente e na nossa saúde, está na moda! Junte-se a esta tendência!

Lídia Tavares Dias
Content Creator
Anúncios