10 curiosidades acerca da retenção de talento

Curiosidade 1 – A felicidade produz uma hormona natural, a endorfina, que causa uma sensação de conforto e bem-estar.

Curiosidade 2 – O conforto e o bem-estar permitem que a pessoa fique mais ativa, mais saudável, mais positiva e mais comprometida com o lado bom da vida.

Curiosidade 3 – Uma pessoa ativa, mais comprometida com a vida e com o trabalho, é mais produtiva, gera bom ambiente, baixa níveis de stress, trabalha melhor em equipa e tem maior sentido de pertença.

Curiosidade 4 – O dinheiro é um motivador a curto prazo.

Curiosidade 5 – As empresas não conseguem muitas vezes pagar o vencimento que os colaboradores consideram que merecem.

Curiosidade 6 – O  Salário Emocional surge como alternativa ao pagamento em dinheiro, com a vantagem de ser motivador a médio e longo prazo.

Curiosidade 7 – Os trabalhadores gostam de ser ouvidos, de se sentirem parte de uma organização, de sentirem que as suas preocupações, interesses e necessidades são ouvidos.

Curiosidade 8 – O colaborador pode negociar o seu salário emocional! Ouvir primeiro o que a empresa tem para oferecer é a regra básica! A segunda regra básica é negociar tendo em conta o que são as necessidades de cada um e as mais valias que a empresa tem para oferecer. Existem empresas mais flexíveis e outras nem tanto!

Curiosidade 9 – Afinal a empresa tem muito mais para oferecer ao colaborador do que aquilo que pensa. Basta ouvi-lo e surgem as ideias de seguro de saúde para o colaborador e/ou família; flexibilidade horária, programas de desenvolvimento, nomeadamente de liderança, de talento, de competências para o exercício da função, a formação continua, os planos de carreira, entre tantas outras ideias para salário emocional que poderão complementar de forma muito satisfatória o salário real e manter o colaborador na empresa.

Curiosidade 10 – Um colaborador que sente ouvido, que sente que a empresa conta com ele, é um trabalhador comprometido com a empresa, é um colaborador que até pode não ganhar o que gostaria mas que sente um investimento feito em si, feito à sua medida e isso traz felicidade ao trabalho. E um colaborador feliz é um colaborador motivado, é um colaborador produtivo e comprometido com a missão da “sua” empresa!

Sofia Contente, Psicóloga, formadora e voluntária na Dress for Success.

Anúncios