A gestão da expectativa num processo de entrevista de emprego

A gestão da expetativa é algo muito transversal na nossa vida e no do dia-a-dia, mas é especialmente importante quando estamos à procura de emprego e o telefone toca, e do outro lado nos estão a marcar uma entrevista.

Quando nos marcam uma entrevista significa que passámos o primeiro passo, o nosso Curriculum despertou interesse, querem conhecer-nos.

Ótimo! Mas nem de longe, nem de perto isto é garantia de que conseguimos algo de concreto. Aqui começa o turbilhão de emoções, primeiro ficamos contentes: «tenho uma entrevista!» Depois começamos a pensar em tudo o que temos de fazer para preparar aquela entrevista.

Todos os pormenores contam e causar uma boa primeira impressão pode ser determinante para sobressair da multidão, por isso é importante.

Pesquisar sobre a empresa

Pesquisar sobre a empresa irá dar-lhe assunto para conversar e acima de tudo irá mostrar interesse sobre a vaga a que se está a candidatar.

Rever o nosso CV

É importante para saber que partes deve salientar na entrevista, ou seja, que experiências, tarefas e acontecimentos da sua vida profissional deve referir e que vão ao encontro do que é pedido pelo recrutador.

Preparar a nossa imagem e apresentação

Preparar com o devido cuidado e antecedência a imagem e apresentação com a escolha de uma maquilhagem adequada e profissional e uma indumentária apropriada à função a que se candidata pode evitar percalços, como a camisa ter uma nódoa que não tinha reparado ou as calças precisarem de uma «passadela» do ferro, são pormenores fundamentais para tudo correr bem no próprio dia.

Planear como chegar até lá atempadamente

É igualmente importante pesquisar o local da entrevista para visualizar o sitio e assim não existirem dúvidas e de antemão saber que transportes apanhar, se essa for a sua opção, e mesmo se for de carro para saber o melhor caminho, evitando possíveis atrasos.

Manter a ansiedade num nível muito baixo

Por fim, mas não menos importante, vá descontraída, não pense que aquela é a «última coca-cola no deserto», mantenha o seu estado de ansiedade controlado para que não existam brancas durante o discurso e para que o recrutador veja que é uma pessoa confiante e não uma pessoa desesperada por um emprego.

Se cumprirmos estes passos saberemos gerir a expetativa durante todo o processo que vai da marcação da entrevista à entrevista.

Foto aqui.

Imagem1

 

Irene Bernardo, RH Consultant

 

Anúncios