As maiores tendências da próxima estação !

Após alguns meses de ausência, aqui estou eu, novamente, para vos falar de algumas tendências da próxima estação Outono/Inverno 2017-2018.

À semelhança do que aconteceu, por esta altura, no ano passado trago-vos as maiores tendências das estações que se aproximam.

Vamos lá conhecê-las!

DOUBLE DENIM

Começo por falar de uma tendência que, passando a redundância, já o foi tendência há muitos anos, mais precisamente nos anos 80, virou «démodé» e agora regressa em força. Falo-vos da tendência «DOUBLE DENIM», por outras palavras «ganga sobre ganga» ou melhor ganga da cabeça aos pés.

Pois é, se já tínhamos indícios de que esta tendência vinha para ficar, agora é ponto assente.  Acreditem que usado da maneira certa, o look «DOUBLE DENIM» pode funcionar e claro tudo depende do gosto pessoal de cada uma.

Não se esqueçam, num ambiente profissional, em que vos é exigido um look formal, esta tendência apenas funcionará à sexta feira – no conhecido «casual Friday» – ou durante os fins de semana.

BRILHO

Outra grande tendência são as peças com brilho; nesta estação será tudo bastante resplandecente, com bastante brilho, muitas aplicações de cristais, lantejoulas e/ou simples tecidos com brilho ou metalizados. Mas atenção para não caírem em exagero e evitem as peças mais «chamativas» durante o dia. Na dúvida escolham brilhar à noite.

ENCARNADO

Falemos agora de cores tendência, como todas as estações existem várias cores marcantes, mas nas próximas duas estações, uma das dominantes será, sem duvida alguma, o encarnado.

O encarnado que é uma cor bem quente e que facilmente se conjuga com outras cores, como por exemplo branco, preto, camel e até o cor-de-rosa, tendência que vimos nas estações passadas, como tal será um aliado fácil.

Sabem, com um simples casaco encarnado «enchem» logo uma vista ou duas e assim podem facilmente completar um look. E para quem gostam de arriscar porque não apostar no vermelho total?

Estas são algumas das tendências da estação Outono/inverno 2017-2018.

Já sabem, o meu conselho é sempre o mesmo: experimentem!

Ana de Pina, Consultora de Imagem

Anúncios

E agora, os biquínis!

Já vimos  neste artigo que fatos de banho andam por aí e agora o desafio é perceber quais as semelhanças que podemos encontrar nos biquínis, e que tendências se mantêm ou renascem.

Aqui fica um apanhado dos 4 principais elementos a ter em conta:

TRIÂNGULO TRADICIONAL

Inspiração Pinterest; Women’s Secret

Esteve adormecido durante uns tempos mas parece que voltou este ano, quase como um rumo à saudade de quando era óbvio que só havia o formato triângulo.

Quando conjugado com transparências, fica no topo dos biquínis mais modernos desta estação.

No entanto…

TIRAS POR TODO O LADO

Ros Beachwear, Oysho e NYOS Swimwear

Não vem só e traz também parceiros mais complicados. À semelhança dos fatos de banho, também existem duas peças bem elaboradas com tiras que ligam uma parte à outra, se sobrepõem aos recortes e esvoaçam pelo verão fora.

HIGH NECK e/ou HOT PANTS

Calzedonia, Oysho, Yamamay e Latitid

Tops de biquíni que poderiam, efetivamente, ser tops!, ou partes de baixo subidas – à semelhança da já tão comum tendência de calças de cintura subida (ideal para quem gosta de esconder aqueles desconfortos que só as mulheres sabem quais são!)

É raro vermos estas duas tendências juntas – porque para isso mais vale comprar um fato de banho!

CROCHÊ

Énfasis

Quase como um hino ao artesanato, também os biquínis se destacam nesta forma de arte tão tradicional.

Quanto às cores, as fotografias falam por si: muito azul e algum cor de rosa e branco. E é isto que se vê: tanto nas praias portuguesas como nas montras milanesas!

Francisca Pedra Soares

21 de Julho de 2017, ultimo texto escrito a partir de Milão

LINGERIE À MOSTRA – Como usar de forma equilibrada

O soutien ou o body deixaram de ser peças escondidas e passaram ser o foco de muitos coordenados.

Esta tendência apareceu juntamente com o slip dress, mostrando que este tipo de roupa mais íntima já não é para esconder.

No entanto, há uma linha muito ténue que separa o chic do vulgar quando falamos de lingerie à mostra e é necessário uma boa dose de bom senso. É preciso escolher bem a peça e montar um look cuidado que não demonstre desleixo ou provocação.

Um dos maiores ‘problemas’ é a dose de sensualidade que estas peças transmitem e é nesta questão que se devem focar.

Esta sensualidade pode ser quebrada ao usar estas peças num look mais desportivo ou casual.

Ao juntar materiais e cortes mais pesados, tais como ganga ou malha enriquecem o efeito final pela mistura de texturas e tornam-o menos sensual.

Ao conjugar com elementos mais urbanos, como jeans, ténis ou bomber jacket, o efeito é o mesmo e o resultado final é algo moderno e super na moda.

Podem ainda construir coordenados bastante chiques misturando elementos mais clássicos. Super adequado para uma saída com amigos ou uma festa.

rita completo - consultoria de imagem - dress for sucess - lingeire à mostra

Se ainda assim acham que é demasiado ousado, há várias opções que podem pôr em prática, sem terem de abdicar de usar estas peças. Tal como, mostrar apenas uma parte do soutien, usar uma t-shirt por baixo ou usar uma peça mais transparente por cima.

Mesmo usada de um modo mais discreto, esta tendência não é de todo recomendada para um ambiente profissional, por mais informal que seja.

Guardem para usar nos vossos tempos livres.

Sugestões low-cost

rita completo - consultoria de imagem - dress for sucess - lingeire à mostra - low-cost looks

 

Blazer Mango Outlet Jeans Bershka
Corpete branco Primark Soutien Oysho
Saia Kiabi Camisa floral Zara
Mules Marypaz Ténis H&M
Mala Parfois Mala Mango

Prontas para experimentar? 😉

Rita Completo, Consultora de Imagem

 

Mindfulness – trick or treat?

Sendo um tema em voga continua, para muitos, a ser algo pouco concreto e sem suporte científico. Tais ideias não têm, nos dias de hoje, fundamento.

O Mindfulness ajuda a tornarmo-nos conscientes dos nossos pensamentos, sentimentos e sensações, sem qualquer criticismo. A ideia subjacente é que prestando atenção a reações habituais, e muitas vezes inconscientes, do nosso dia-a-dia, tornamo-nos mais produtivos e calmos. Esta técnica auxilia o reconhecimento e minimização dessas reações fisiológicas e simultaneamente a estarmos mais focados e a encarar as situações com clareza. Ao tomar passos intencionais para reconhecer e evitar distrações e concentrar toda a atenção numa só tarefa não só conseguimos realizá-la mais rapidamente, como com menos erros.

Existem três regras chaves:

  1. Consciência: ter noção do que se pensa e passa no nosso corpo e mente;
  2. Evitar responder em «piloto automático»;
  3. Escolha: ao criar um «gap» entre a experiencia e a reação (saindo do tal modo de «piloto automático») estaremos perante novas possibilidades.

Entre os benefícios do mindfulness salienta-se o crescimento pessoal, através de um pensamento mais aberto; a criatividade; a aceitação, através da capacidade de ver o que é ou não possível de mudar.

Alguns pequenos exemplos para pôr esta técnica em prática incluem evitar multi-tasking, aumentando o foco na tarefa em execução ou acompanhar o progresso realizado, por exemplo tomando notas das tarefas realizadas a cada hora.

Source: Mindfulness at Work Essentials For Dummies / Shamash Alidina, Juliet Adams/ Wiley Publishing Australia Pty Ltd

Filipa Mourão Antunes – Licenciada em Gestão de Recursos Humanos 

O que vestir numa Casual Friday?

Actualmente, já existem muitas empresas que sabem a importância de os seus funcionários terem uma imagem cuidada.

Consoante a área de negócio da empresa e/ou o cargo de cada funcionário, as exigências são diferentes.

Normalmente, estas empresas elegem um dia por semana em que os seus colaboradores podem estar um pouco mais «à vontade». A ideia é criar um ambiente mais descontraído e aumentar a satisfação e produtividade dos colaboradores.

Esse dia costuma ser a sexta-feira e é conhecido como casual friday (sexta-feira casual).

Mas, como se costuma dizer, «à vontade não é à vontadinha». Lá porque neste dia o look pode ser mais casual, não quer dizer que seja demasiado descontraído, nem muito menos desleixado.

O ambiente continua a ser profissional e a nossa imagem tem de continuar a transmitir profissionalismo. Mesmo que não haja contacto com clientes, a imagem deve ser cuidada na mesma. Não queremos que os nossos colegas e chefes tenham uma imagem errada de nós e ponham em causa o respeito que merecemos!!

Embora com bastante bom senso, a verdade é que podemos aligeirar o nosso visual neste dia…

DRESS FOR SUCCESS - consultoria de imagem - rita completo - casual friday - inspirações

Para criar uma imagem profissional casual:

  1. Podem usar jeans sim, mas prefiram uns de cor mais escura, sem rasgões.
  1. Podem usar outro tipo de peça de ganga, por exemplo, uma saia ou uma camisa. Mas optem por apenas uma peça de ganga no look.
  1. Os sapatos de salto alto podem ficar em casa. Umas sabrinas ou mocassins são perfeitos.
  1. A camisa pode ser substituída por uma t-shirt se lhe adicionarem um elemento mais formal, como um lenço elegante.

Dica geral: a cada peça casual juntem outra peça mais elegante.

5. Consoante as regras da vossa empresa e o vosso cargo, neste dia transmitam um pouco da vossa personalidade ao look e adicionem um pormenor que não usam nos outros dias. Algo como um colar statement, uma peça colorida, uma suave mistura de padrões, etc.

6. Evitem saias muito curtas, decotes acentuados e roupa muito justa. Mesmo numa casual friday não são apropriados.

DRESS FOR SUCCESS - consultoria de imagem - rita completo - casual friday - low costSugestão Low-cost

Jeans: Lefties

Top: Primark

Mala: Mango

Blazer: Stradivarius

Sandálias: Seaside

Relógio: Primark

Bijuteria: Parfois

Tenho a certeza que na próxima casual friday vão arrasar!! 😉

Rita Completo, Consultora de Imagem

Já não há impossíveis!

Qual a relação entre os Grammy Awards de 2017 e a palavra IMPOSSÍVEL?

A cerimónia dos Grammys de 2017 contou com uma actuação que poderia ter sido brilhante entre Metallica e Lady Gaga – digo que poderia ter sido, pois infelizmente a actuação no dia da cerimónia contou com um conjunto de percalços que tornaram o ensaio geral muito acima da actuação na cerimónia. Enfim, acontece…(pode vê-la aqui).

Acabei por gostar da ideia, embora para mim esta combinação tenha sido algo assim como misturar riscas com flores num mesmo coordenado.

Fiquei a pensar se eu seria capaz de correr um risco assim, e conclui que na vida, muitas vezes somos confrontados com estas propostas que parecem impossíveis, mas acabam por dar bons resultados.

Misturar riscas com flores não seria um risco que correria, talvez optasse por outras alternativas. Mas a ideia fundamental é que sair da zona de conforto nos abre sempre novas perspectivas. Não o fazemos mais vezes com medo do desconhecido, mas também com o normal receio dos resultados que não conseguimos antecipar.

Se nos sentirmos incapazes de arriscar na vida, devemos usar pequenos truques para ir mais longe:
» Porque não começar por usar cores fora da nossa paleta habitual?
» Ou ousar um pouco no nosso estilo de sempre?
» Atreve-se a mudar o corte de cabelo que usou toda a vida?
» Complementarmente, escreva uma carta em vez de enviar um email;
» Cumprimente pessoas que não são agradáveis consigo.

Bom, estes são apenas alguns exemplos que poderá adaptar à sua realidade pessoal.
O que gostaria de partilhar consigo é que correr riscos é sempre uma forma de amadurecimento. A mim ajuda-me a enfrentar situações que noutras circunstâncias me pareceriam totalmente impossíveis de suportar. E digo-vos, pode ser cansativo e em certos dias frustrante, mas vale a pena pelos resultados no seu conjunto, já para não falar de que vai criando ‘calo’ para aguentar outras situações idênticas ou ainda piores.

Começo a achar que nesta vida muito poucas coisas são impossíveis. Precisamos de um pouco de coragem para inovar e percorrer um caminho que ainda não conhecemos. Ou, como diriam os Metallica, light it up, ah light it up. Another hit erases all the pain.

 

Filomena Gonçalves, blogger, iamage coach, voluntária da DFS Lisboa